novembro 11, 2021

|

Mundo precisa se reinventar através da inovação | Amazônia+21

ESCrito POR:

admin

compartilhe:

‘Creating a nem age of inclusive prospery: the innovation and sustainbility imperative’, ou ‘Criando uma nova era de prosperidade inclusiva: o imperativo de inovação e sustentabilidade’ foi o painel apresentado por Déborah Wince Smith, presidente do Conselho de Competitividade dos Estados Unidos, no último dia de debates do Fórum Internacional Amazônia+21, nesta sexta-feira (6).  A moderação da palestra foi de Gianna Segázio, diretora de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Em sua abordagem, Deborah Smith disse que a floresta amazônica tem sua soberania, e que os povos indígenas sempre foram inovadores e preocupados com a sustentabilidade. “Tive a oportunidade de conhecer algumas dessas comunidades no Brasil e pude constatar esse comprometimento”, disse.

Smith comentou que, mesmo assim, o Brasil tem muitos desafios e responsabilidades dentro da agenda da sustentabilidade. Mas um ponto favorável, segundo ela, é a parceria afirmada entre BNDES e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), que juntos podem desenvolver projetos de inovação que fortaleçam a sustentabilidade.

A reinvenção para a estabilidade

De uma forma global, a presidente do conselho de competitividade dos Estados Unidos afirmou que, em razão da pandemia do novo coronavírus, o mundo tem que se reinventar e encontrar alternativas de propulsão da economia para promover a estabilidade social. “É um momento de reinvenção, de mudanças, e podemos usar essa transformação de forma positiva para as novas gerações”, destacou.

No Brasil, existem vários projetos que visam a sustentabilidade. Ela citou a produção de energia limpa com campos eólicos e a propagação da energia fotovoltaica em diversas regiões. “Além disso, o Brasil possui recursos hídricos em abundância, o que garante uma energia que não polui, e esse é o caminho que o mundo precisa tirar como exemplo, afirmou.

Amazônia + 21

O Fórum Amazônia + 21 é uma iniciativa para mapear perspectivas e buscar soluções para temas relacionados ao desenvolvimento da região e melhoria da qualidade de vida dos mais de 20 milhões de cidadãos que vivem na Amazônia Legal. O programa é uma realização da FIERO, Prefeitura de Porto Velho, através da ADPVH, com correalização da CNI e Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

Os debates sobre os desafios e as soluções para a Amazônia acontecem a partir de quatro eixos temáticos: negócios sustentáveis, cultura, financiamento dos programas e ciência, tecnologia e inovação. Para participar, inscreva-se gratuitamente no site amazonia21.org. O evento conta com tradução simultânea em inglês e espanhol e acontece até o dia 6 de novembro. Todas as palestras ficam gravadas no canal do Youtube da CNI, e a cobertura completa de todos os debates pode ser acompanhada na página do Amazônia+21.

mantenha-se atualizado