maio 8, 2023

|

Observatório do Instituto Amazônia+21 vai mapear oportunidades de negócios sustentáveis

ESCrito POR: Assessoria de Imprensa

compartilhe:

A iniciativa atuará em conjunto com o Observatório Nacional da Indústria e com os sete Observatórios Regionais da Indústria dos estados que compõem a Amazônia Legal

O Instituto Amazônia+21 terá um Observatório que vai acessar, produzir e analisar dados e informações qualitativas e quantitativas sobre a Amazônia brasileira para ofertar à sociedade conhecimento estruturado e inteligência estratégica para a tomada de decisões acerca das oportunidades em negócios sustentáveis no campo, na floresta e nas cidades. “O Instituto quer facilitar a relação entre as potencialidades econômicas sustentáveis presentes na Amazônia Legal brasileira e o tomador de decisão”, explica Fernando Penedo, coordenador da iniciativa no Instituto.

O Observatório concentrará diferentes dados, como demográficos, socioeconômicos, setoriais, territoriais, emprego etc., que resultem em um mapeamento da região. A partir deles, serão feitas análises de cenários, estudos, insights e reflexões. Um portfólio de serviços também estará disponível para empreendedores, investidores, sistema financeiro e outros públicos interessados. “Poderemos fazer estudos exclusivos sobre oportunidades específicas de negócios verdes, novas economias, novas indústrias e cadeias de valor, alinhando questões ESG com a agenda de promoção do desenvolvimento sustentável, representada pelos ODS”, acrescenta Fernando.

O Observatório do Instituto Amazônia+21 trabalhará em conjunto com o Observatório Nacional da Indústria, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e com sua Rede de Observatórios, sobretudo sete deles, que estão nos estados que compõem a Amazônia Legal. “Essa integração é fundamental porque cada observatório já fornece conhecimento estruturado sobre seu estado. A partir da realidade local evidenciada, o Instituto poderá traçar cenários e buscar novas oportunidades”, diz.

A estruturação da iniciativa começará nos dias 8 e 9 de maio em um workshop em São Paulo que terá a participação de integrantes do Instituto, do Observatório Nacional da Indústria, que coordena os trabalhos, e do Observatório Regional do Ceará, que vai liderar a modelagem técnica. Outras reuniões serão feitas até agosto, quando seu desenho será finalizado e estará pronto para implementação.

mantenha-se atualizado